Nossa Origem

O Beato Guilherme José Chaminade nasceu em Périgueux, perto de Bordeaux (França) no ano de 1761. Durante a Revolução Francesa, exerceu o ministério sacerdotal na época do terror em sua terra natal. Foi exilado na Espanha e, estando em Zaragoza, cidade onde viveu por três anos, sentiu-se chamado a restaurar a vida cristã em seu país depois da Revolução. Acreditava que a melhor maneira de responder a esse chamado era reunir jovens, homens e mulheres, em comunidades, formando-os em uma sólida fé, para que eles se comprometessem a viver de acordo com o Evangelho "às ordens de Maria", por quem sentia uma especial devoção.

No ano de 1801, fundou comunidades leigas chamadas Congregação da Imaculada Conceição, as quais se multiplicaram rapidamente. Os congregantes se consagravam a Maria para assisti-la em sua missão. Depois, em 1816, fundou o Instituto das Filhas de Maria Imaculada (FMI); e, em 1817, a Companhia de Maria (SM)- Marianistas, que constitui comunidades em que religiosos leigos e religiosos sacerdotes, em condições de igualdade, trabalham juntos ao estilo de Maria.

Os religiosos marianistas se desenvolvem rapidamente na França. Como a educação era uma necessidade prioritária naquele momento, eles assumiram obras educativas como meio privilegiado para cumprir sua missão, unindo a educação intelectual à moral para a formação da fé.

Guilherme José Chaminade morreu em Bordeaux em 22 de janeiro de 1850. Seu espírito continua vivo em muitos homens e mulheres que trabalham para difundir o Evangelho e construir um mundo melhor. Sua beatificação aconteceu no dia 3 de setembro de 2000.

A Companhia de Maria foi introduzida na Suíça em 1839 e nos EUA em 1849. Mais tarde se espalhou para a Alemanha, Itália e Espanha. Em seguida, vieram as fundações do Canadá, Líbia, África do Norte, ilhas havaianas e Japão.

No século XX, os marianistas chegaram à América Latina, Ásia e África. No Brasil, chegaram em janeiro de 1975. As últimas fundações foram em Cuba e Benin. A Companhia de Maria dirige também o Grupo Editorial SM, presente na Espanha e na América Latina.


Atualmente, os marianistas desenvolvem sua missão em 32 países em todo o mundo, trabalhando em colégios, universidades, paróquias, centros de promoção e educação social e casas de oração, almejando a evangelização e a construção de um mundo melhor para todos.