Nossa Origem

O Beato Guilherme José Chaminade nasceu em Périgueux, perto de Bordeaux (França) no ano de 1761. Durante a Revolução Francesa, exerceu o ministério sacerdotal na época do terror em sua terra natal. Foi exilado na Espanha e, estando em Zaragoza, cidade onde viveu por três anos, sentiu-se chamado a restaurar a vida cristã em seu país depois da Revolução. Acreditava que a melhor maneira de responder a esse chamado era reunir jovens, homens e mulheres, em comunidades, formando-os em uma sólida fé, para que eles se comprometessem a viver de acordo com o Evangelho "às ordens de Maria", por quem sentia uma especial devoção. ​

No ano de 1801, fundou comunidades leigas chamadas Congregação da Imaculada Conceição, as quais se multiplicaram rapidamente. Os congregantes se consagravam a Maria para assisti-la em sua missão. Depois, em 1816, fundou o Instituto das Filhas de Maria Imaculada (FMI); e, em 1817, a Companhia de Maria (SM)- Marianistas, que constitui comunidades em que religiosos leigos e religiosos sacerdotes, em condições de igualdade, trabalham juntos ao estilo de Maria. ​

Os religiosos marianistas se desenvolvem rapidamente na França. Como a educação era uma necessidade prioritária naquele momento, eles assumiram obras educativas como meio privilegiado para cumprir sua missão, unindo a educação intelectual à moral para a formação da fé. ​

Guilherme José Chaminade morreu em Bordeaux em 22 de janeiro de 1850. Seu espírito continua vivo em muitos homens e mulheres que trabalham para difundir o Evangelho e construir um mundo melhor. Sua beatificação aconteceu no dia 3 de setembro de 2000. ​

A Companhia de Maria foi introduzida na Suíça em 1839 e nos EUA em 1849. Mais tarde se espalhou para a Alemanha, Itália e Espanha. Em seguida, vieram as fundações do Canadá, Líbia, África do Norte, ilhas havaianas e Japão. ​

No século XX, os marianistas chegaram à América Latina, Ásia e África. No Brasil, chegaram em janeiro de 1975. As últimas fundações foram em Cuba e Benin. A Companhia de Maria dirige também o Grupo Editorial SM, presente na Espanha e na América Latina.


Atualmente, os marianistas desenvolvem sua missão em 32 países em todo o mundo, trabalhando em colégios, universidades, paróquias, centros de promoção e educação social e casas de oração, almejando a evangelização e a construção de um mundo melhor para todos.